pandora-cke

Caixa de Pandora: como a curiosidade arruinou a humanidade

Faz parte da curiosidade humana querer saber como e porque as coisas acontecem no mundo da maneira que elas ocorrem.

Muitos mitos, em diferentes culturas, tentam explicar os primórdios dos seres humanos e porque há coisas más como doenças, ódio e guerras no mundo. Em vários deles, esses males são liberados porque os humanos desobedeceram aos deuses, como no mito de Pandora, que nos mostra como a curiosidade, que nos incentiva a aprender e a explorar, também pode nos trazer resultados negativos.

O surgimento dos mortais

Criação do homem
A criação do homem e dos animais

O mito da Caixa de Pandora começa com a história de Zeus, Prometeu e Epimeteu, em uma época onde não existiam mortais, apenas deuses e titãs.

Prometeu e seu irmão Epimeteu eram titãs, que juraram lealdade à Zeus e aos deuses olímpicos e ficaram ao seu lado durante a guerra entre os titãs. Como recompensa por sua lealdade, Zeus deixou que Prometeu e Epimeteu criassem as primeiras criaturas para viver na Terra. Epimeteu criou os animais e deu a cada um uma habilidade especial e uma forma de proteção.

Prometeu demorou mais tempo, moldando o homem do barro e da água, e quando ele terminou já não havia sobrado nenhuma proteção para dar ao homem, pois seu irmão havia usado todas. Mas Prometeu sabia que o homem precisava de algo para se proteger e perguntou à Zeus se ele poderia deixar o homem utilizar o fogo.

Zeus negou seu pedido, dizendo que o fogo pertencia apenas aos deuses. Porém Prometeu, convencido de sua ideia, roubou o fogo dos deuses e entregou aos homens.

Pandora: a primeira das mulheres

Prometeu foi punido pelos seus atos sendo amarrado em uma montanha, onde todos os dias uma águia comia seu fígado, que crescia novamente durante a noite. Mas Prometeu não foi o único a ser punido. Zeus acreditava que os humanos também tinham culpa por aceitarem o dom do fogo de Prometeu, e, para punir o homem, Zeus criou a primeira mulher, que foi chamada de Pandora.

Ela foi moldada para se parecer com a bela deusa Afrodite, e recebeu diversos dons de todos os deuses, como a sabedoria, beleza, bondade, paz, generosidade e saúde.

Pandora e Epimeteu
Pandora foi entregue para ser esposa de Epimeteu

Zeus então a enviou para a Terra para ser esposa de Epimeteu, e embora Prometeu o tivesse alertado para nunca aceitar presentes dos deuses, o titã ficou encantado com a beleza da mulher e quis se casar com ela de qualquer maneira.

Caixa de Pandora: a maldição dos deuses

Pandora e a caixa
Pandora abrindo a caixa

Como presente de casamento, Zeus deu uma caixa para Pandora, mas advertiu que ela nunca poderia abri-la. Pandora, que foi criada para ser curiosa, não pode ficar longe da caixa, e depois de muito resistir, sucumbiu ao desejo de abrir o presente.

Nesse momento, coisas horríveis saíram da caixa, incluindo a ganância, inveja, ódio, dor, doença, fome, pobreza, guerra e a morte.

Quando Pandora viu o que havia feito, rapidamente ela fechou a caixa, deixando apenas uma coisa dentro. Pandora então escutou uma voz chamando-a da caixa, suplicando que fosse solta. Epimeteu concordou que nada que estivesse dentro da caixa poderia ser pior do que os horrores que já haviam sido liberados, então eles a abriram mais uma vez.

Tudo o que restava na caixa era a esperança, que voou da caixa, tocando as feridas criadas pelos males e curando-as. Embora Pandora tenha liberado dor e sofrimento no mundo, ela também permitiu que a esperança surgisse na humanidade.

Porém, esse mito tem muitas versões, e em uma delas Pandora não teria aberto novamente a caixa, e por isso a esperança permanece até hoje guardada.

Por que havia Esperança na Caixa de Pandora?

Muito se questiona sobre a presença da Esperança junto aos males, na Caixa de Pandora. Na maioria das vezes ela é interpretada por um lado positivo, pois nossa Esperança estará sempre guardada conosco, nos impedindo de desistir. Daí surge o famoso ditado que diz que “a esperança é a última que morre”.

Porém, Nietzsche trouxe uma nova interpretação ao mito, onde a Esperança também seria uma forma de punição dos deuses, pois assim, por mais torturados que eles fossem, eles teriam esperança de que iria melhor e assim continuariam a se deixar torturar.

O que esse mito nos conta

A história da Caixa de Pandora é um mito de origem, ou seja, a tentativa de explicar o início de algo. Os antigos gregos usaram esse mito não apenas para alertar sobre as fraquezas do homem, mas também para explicar as coisas terríveis que acontecem à humanidade, como a doença e a guerra.

O mito de Pandora nos conta que o homem vivia em um mundo sem preocupação, e os males foram causados por causa da desobediência humana sobre as instruções de Deus. Essa história se repete em diversas outras culturas, como em Adão e Eva, onde Eva ao desrespeitar as regras de Deus e comer a maçã, fez com que os homens fossem expulsos do paraíso.

 

https://www.hipercultura.com/caixa-de-pandora/

Comentários

Comentários