yoda-2-1024x716

5 coisas que apenas velhas almas vão entender

O ponto deste artigo não é para tentar excluir certos grupos de pessoas de um outro ou apelar para um certo tipo de público. O ponto deste artigo para proporcionar conforto e uma sensação de alívio para as pessoas que ficam intimidadas, chamadas de nomes, e julgados por não se encaixarem com o resto da sociedade.

Algumas pessoas são apenas almas velhas e precisam ser aceito como tal. Se você é uma das pessoas que obtém chamado de louco por pensar que você pode sentir a energia das pessoas, ou um eremita para a necessidade de ter um tempo sozinho, ou um ‘esquisito’ por acreditar em coisas alternativas, a melhor coisa que você pode fazer é continuar a ser fiel a si mesmo.

Como uma alma velha, tentando conformar a uma sociedade que é oca e espiritualmente vazio só vai lhe causar dor e sofrimento. Não deixe que as figuras de autoridade ou instituições pressioná-lo a trair suas paixões, desejos e estado natural de ser.

Aqui estão 5 coisas que só almas velhas vão entender:

 

1) A necessidade de reclusão e isolamento

Woman overlooking grassy landscape

Toda alma velha sabe a extrema importância de tomar o tempo longe da vida, as pessoas, e obrigação e passar o tempo sozinho em isolamento. A vida pode ser esmagadora, por vezes, e as energias de outras pessoas pode ser desgastante. Gastar tempo sozinho na natureza, ou sentado sozinho em um banco do parque, ou passar o dia todo no seu quarto são coisas que se tornaram necessárias para a sua saúde espiritual, às vezes.

Algumas pessoas podem chamá-lo um eremita ou dizer que você está socialmente desafiou, mas você só sabe o valor de passar um tempo sozinho para desintoxicação, refletir e cuidar de si mesmo.

 

2) O desejo de crescimento

bigger-picturee-2

Mais de felicidade e de estar confortavelmente, você quer viver uma vida que estimula o crescimento e expansão.Você valoriza o crescimento e experiência tanto que você está disposto a ir através da dor, do sofrimento e depressão, a fim de aprender mais sobre si mesmo.

Você assumir riscos e ir em aventuras que outras pessoas podem pensar que são insensatos, mas jogar pelo seguro é muito chato para você. No final de sua jornada aqui na terra, você gostaria de ter experimentado uma vida cheia de altos e baixos, sofrimento e alegria, e aventuras surpreendentes ao contrário de ter experimentado uma vida jogar pelo seguro.

 

3) Sendo altamente observacional e intuitiva

yoda-2-1024x716

Desde tenra idade, você tem sido capaz de obter uma boa leitura sobre as pessoas. De ver alguém interagir por apenas alguns minutos, você será capaz de identificar as características que a pessoa teria o estilo de vida e vivem.É quase como se você tem este software que permite que você olhar ao redor e fazer download das informações sobre outras almas. Isto é porque você já viu o arquétipo dessa pessoa antes em uma vida passada e estão familiarizados com o comportamento geral e psicologia desse arquétipo. Você tem interagido com milhares de pessoas em todo o curso de sua história almas, então não há realmente nenhum arquétipo você não tenha interagido com ainda.

Isso não significa que você é crítico, significa apenas que você está observacional. Você pode encontrar-se em festas ou reuniões sociais que olham ao redor de vez em quando verificar as coisas. Observando as pessoas interagem, observando-se as trocas de energia que estão ocorrendo durante a conversa. Você pode até se sentir mais confortável como um observador distante do que como participante. Ela se sente natural para você.

Ter a capacidade de obter uma boa leitura sobre as pessoas também lhe deu uma boa detecção de mentiras. Quando alguém está mentindo para você, você sabe disso. Você percebe a dissociação em seus olhos, a mudança em seu campo de energia, a mudança na maneira de pronunciar as palavras. Você já passou por este lugar muitas vezes antes, então você não é socialmente ingênuo, mesmo que você pode não ter tido muita interação social nesta vida.Você sempre foi difícil de manipular porque você pode ver nas verdadeiras intenções e desejos de outras pessoas.Você é apenas bom em sentir as pessoas intuitivamente.

Algumas pessoas podem chamá-lo ou assustador pensar que você é um wackjob por tentar ser psíquico, mas ele vem naturalmente para você pegar nos pensamentos e energias de outras pessoas.

 

4) A rejeição por qualquer coisa “mainstream”

pursuit-of-happiness

A Música corrente principal é sem coração, sem paixão, e lavou-se. A grande mídia está poluída, tendenciosa, e enganosa.O estilo de vida corrente principal é seco, chato e decepcionante. Porque você reconhece isso, você adotaram formas “alternativas” de pensar e de viver que pode visto estranho para outras pessoas.

Pessoalmente, eu ouço muito metal atmosférico e post-rock porque ele me oferece o que eu desejo para receber de música espiritual e existencialmente. Eu não suporto o rádio. Lembro-me de algumas pessoas mostrando a música que eu gostava e tê-los responder com “isso não é mesmo a música”. Eu tenho certeza que eu não estou sozinho em saber o que se sente para se sentir excluído com base em suas crenças alternativas, gostos e preferências.

 

5) A apreciação da viagem

Couple ralaxing in a hammock and enjoying starry sky

Você aprendeu a confiar e apreciar a viagem. Você não está tentando ser “profunda“, você simplesmente não pode deixar de ser esmagada por vezes com sentimentos de gratidão, gratidão e humildade.

Você compreende que a vida é impermanente e não tomará nada como garantido. Outros ao seu redor não entende por que você gosta de passar o tempo na natureza tanto, por que você meditar com tanta frequência, ou porque você olhar para as estrelas o tempo todo, mas isso é porque eles são simplesmente demasiado distraído com assuntos mundanos para ver a imagem grande .

Se você se identifica com qualquer uma ou todas estas 5 coisas, então você pode ter certeza que você é ou madura além de seus anos, ou você tem vivido uma vida ou duas neste planeta no passado. A grande maioria da população humana não compreende estas 5 coisas, e realmente tem prazer em ridicularizar e tirando sarro daqueles que não parecem se encaixar.

Você não está sendo diferente, psíquico, intuitivo, ou profundo. Sua alma está apenas conectada á uma maneira diferente. Não deixe ninguém lhe dizer que você precisa mudar para se adequar às expectativas do mundo ao seu redor. O mundo não precisa de mais cópias de carbono. Ele precisa de mais indivíduos seguintes as coisas que fazem suas almas vir á viver.

 

H.D SUPREMO

thrhrtrth

Compartilhe e divirta-se.

fgdfgdfgfd

FENG SHUI PARA A CASA NOVA

Se há algo na vida que temos certeza é que tudo está em constante mudança. Desde uma consideração macro, como as estações do ano, o dia e a noite se transformando, até chegar a nosso espaço mais íntimo, que é nosso próprio ser. E isso também vale para quando mudamos para uma casa nova, afinal, é o espaço que escolhemos habitar. Nessa avaliação de escolha, fatores importantes precisam ser considerados, pois uma casa nova e diferente certamente trará novas referências, possibilitando diferentes percepções do indivíduo que estará inserido nesse local.

Alguns cuidados são muito importantes ao escolher um imóvel, porém, antes é preciso estar atento à sua sensibilidade e percepção, notando e sentindo qualquer informação que lhe vier ao conhecer o local pela primeira vez. Sua intuição será mais eficiente se estiver conectado aos seus sentidos quando entra no lugar.

CASA DEVE TER ILUMINAÇÃO DIRETA DO SOL

Quando buscamos harmonia energética para uma casa ou um imóvel, é muito importante considerar a parte externa, a posição da casa no terreno e as construções vizinhas, que não podem impedir a incidência da luz solar chegando ao seu imóvel. A iluminação, o calor e a energia que o sol proporciona são fundamentais para a saúde interna do local e ainda evitam insalubridades, como mofo e umidade, indesejáveis para o equilíbrio das energias do ambiente. Portanto, esse é o primeiro fator que consideramos na busca dessa harmonia energética e dinâmica na qual o Feng Shui pode auxiliar em seu novo espaço.

Já trabalhando na parte interna, é interessante fazer uma limpeza energética no local, que pode ser realizada com ervas, flores, plantas e incensos pelo próprio morador ou por um profissional indicado. Essa ação irá proporcionar saída de energias antigas e entrada renovada de vibrações, que virão com o novo morador.

PARTE INTERNA: COMO EQUILIBRAR ENERGETICAMENTE O AMBIENTE?

Com essas sugestões, sua futura casa estará pronta para receber a harmonização de ambientes na parte interna, equilibrando energeticamente o local. Para a decoração e o posicionamento de móveis no Feng Shui, cada ambiente pode ser desfrutado de acordo com sua função da melhor forma possível. O que vale para a casa toda é, sem dúvida, manter o equilíbrio entre cores, tamanhos, iluminação e ocupação de espaços livres no cômodo. Seguem abaixo algumas dicas:

  • Para a entrada da casa: importante que seja permitida uma boa circulação dos moradores, sem nenhum objeto atrapalhando o caminho. A porta, por exemplo, precisa estar em perfeitas condições de uso, sem móveis ou objetos que impeçam o movimento de abrir e fechar. Para causar uma boa impressão logo na entrada, um tapete de boas-vindas e objetos bonitos de decoração podem transmitir a sensação de aconchego e simpatia para quem chega.
  • Para a sala de estar: este é o local onde recebemos amigos e desfrutamos a convivência. Por isso, a disposição dos móveis precisa dar a sensação de acolhimento, com sofá e poltronas distribuídos de modo que todos possam se ver e se comunicar facilmente. Sendo assim, evite colocar o sofá com as costas voltadas para a porta de entrada, por exemplo. Se houver uma mesa de centro, cuide para que ela não restrinja o fluxo de passagem dos convidados e moradores no dia a dia.
  • No dormitório: é no quarto onde passamos a maior parte do nosso tempo, portanto, garantimos a qualidade desse tempo mantendo o ambiente com a sensação de tranquilidade. Para isso, escolha cores mais claras, que podem acalmar, como os tons pastéis, por exemplo, e ainda evite deixar objetos de trabalho por perto, pois podem direcionar para atividades contrárias ao descanso e relaxamento.
  • Na cozinha: organização e limpeza são fundamentais nesse local, onde a saúde e a abundância são representadas pelos alimentos condicionados e servidos, e pelo cuidado com as comidas escolhidas, que garantem a saúde e o vigor físico e mental para um dia com uma excelente energia. As cores laranja e amarelo na decoração podem estimular a área da nutrição, enquanto o verde estimula o consumo dos alimentos mais naturais, fundamentais para nossa saúde e bem-estar.
  • No banheiro: atenção redobrada com eventuais vazamentos de água, manter a tampa do vaso sempre fechada, assim como os ralos e a porta. Na decoração, podem ser usadas algumas plantas ou mini vasos de flor que não necessitem de luz solar, se for o caso. Boa limpeza e aromas podem trazer uma energia mais agradável nesse local.
  • Quintal ou varanda: cuide para que tenha espaço destinado ao que deseja nesses locais, impedindo guardar coisas que nunca são usadas. Se houver a lata de lixo, mantenha-a fechada e distante de qualquer porta de acesso à casa. Se tiver um bom espaço, use nele plantas, mini-horta e ainda árvores frutíferas, que estimulam a prosperidade.

Esses são os principais cômodos que mais atendem uma casa e podem, com essas dicas, serem mais eficientes em sua função física e energética, auxiliando o equilíbrio e a harmonização da casa como um todo. A sensação de bem-estar ao longo do dia refletirá nos moradores, proporcionando melhor qualidade de vida.

Refletindo sobre o trabalho do Feng Shui na contribuição da harmonização de ambiente, percebemos que é uma via de mão dupla: o indivíduo emprega atitudes dentro de casa que refletem na sua vida pessoal, mas também é preciso sempre atenção e cuidado com seu desenvolvimento e aprimoramento pessoal. Afinal, sem essa via, a estrada se interrompe, bloqueando canais importantes para que o Feng Shui realize seu trabalho com eficiência e melhores resultados.

 

fgdfgdfgfd

Por: Adriana Di Lima

tyryrtyr

 

download (3)

FÍSICA QUÂNTICA; UMA ESCOLÁSTICA CIENTÍFICA

 

A época intelectual de Anselmo de Aosta – início do século 11 – era um tempo em que a especulação e o debate sobre a existência e a natureza de Deus estavam na pauta do dia, como um tema lentamente sazonado no ambiente filosoficamente dinâmico, que as tantas controvérsias haviam gerado no seio da teologia cristã, e que a Patrística não havia conseguido erradicar nem superar.

Então, na rebentona desse contexto de rebeldia contra a ortodoxia dos Pais da Igreja, Anselmo introduz a Lógica no estudo de Deus, ao lado da fé, desse modo fazendo a transição da Patrística para a Escolástica, assim possibilitando o contributo da razão na tarefa intelectual do conhecimento de Deus, introduzindo um cenário novo na reflexão teológica daquele tempo.

Segundo Anselmo, “ antes que todas as coisas fossem feitas , já existia na inteligência da natureza suprema a essência, a qualidade e a maneira de como haveriam de ser”. Essa intuição é precisamente a herança platônica principal inevitável, que ainda permanece vigente na nova teologia da Escolástica, como uma guardiã das verdades, pois não tinha como introduzir a Lógica na discussão sobre a natureza de Deus, sem confluir numa substância causal inteligente.

Aliás, isso já havia acontecido antes no século VII AC. da Grécia antiga, já nos primeiros madrigais da Filosofia em seu matiz ainda pré-socrático, quando as especulações de Heráclito e Anaxágoras, sobre a origem das coisas, também inevitalmente haviam desembocadas na idéia de Logos e de Nous, uma espécie de inteligência organizadora do mundo, algo como uma mente universal.

Ao olhar percuciente de um físico – e em mim esse olhar é bastante iluminador – não escapa o fato admirável de a Física dos tempos recentes, através da passagem da Física Clássica para a Física Quântica, também ela ter inaugurado um novo tempo de Escolástica Científica entre os físicos. Sim; atualmente os físicos vivem a Escolásticada Física, através da Física Quântica!

Na mesma dinâmica cíclica- que o inexorável fluxo do tempo sempre faz ressurgir- o tema sobre a origem do universo reaparece fecundo em nosso tempo, agora fertilizando uma discussão sobre a origem do universo, que no arraial da Física Quântica leva a rubrida de Princípio Antrópico Forte.

E novamente, entre os físicos de espírito aberto – e aqui não entram os Menudos da Física, essa alegre geração dos novos físicos, que pretende compreender a Física Quântica sem referência a fundamentos metafísicos – a necessidade de um Design Inteligente se impõe como a resposta logicamente mais lúcida, ou seja, a necessidade de uma causa inteligente para o universo. Outra vez Platão!

Na Primavera, a contemplação da flor revela a imagem do fruto, que no Verão estará sazonado! Na atual Escolástica da Física, nós vivemos a Primavera da Física Quântica, e isso exige de nós, físicos, um primeiro olhar, um olhar de contemplação! Um olhar estético, pois, como o olhar do artista, pois sem esse olhar nos escapa a figura dos modelos, com os quais a fenomenologia quântica é primeiramente retratada, como pano de fundo para o formalismo das equações, quem em seguida vão ser desenvolvidas.

Não pode ir longe, destarte, a compreensão do físico que não for capaz desse olhar de contemplação, tratando-se de Física Quântica! Kant não falou de outro coisa, quando intuiu a sua Estética Transcendental, que em Pitágoras era captada em forma de música! Uma intuição que, aqui e ali, entre os pais da Física Quântica, nunca deixou de aparecer!

Atualmente, no campo da Física, já se tornou anacrônico e extemporâneo – para não dizer intelectualmente cafona – a idéia de que a Física Quântica não incorpora metafísicas nem transcendências, e quem contesta isso eu desafio a explicar, sem metafísica, isso que em Física Quântica nós conhecemos por Complementaridade, Efeito Não-Local, Colapso da Função de Onda e Emaranhamento,por exemplo.

De quebra, do mesmo modo como é impossível negar a sombra sem negar a luz, também já se tornou algo cientificamente cafona, no campo da Medicina, a recusa de fundamentos quânticos metafísicos, nas práticas dos diagnósticos e da cura das doenças!

Sem Metafísica e sem Transcendência não existe Física Quântica!

Osny Ramos

Se o assunto sobre Física Quântica lhe interessa, visite osnyramos.blogspot.com

gyur7tyjhnm

O que é o Ramadã?

O que é o Ramadã?
Ramadã é o nome do nono mês do calendário islâmico, momento em que os muçulmanos celebram a revelação do Corão, o livro sagrado do Islã, ao profeta Maomé. Os muçulmanos passam os dias do mês do Ramadã em jejum e acreditam que a experiência funciona para exercer a paciência, praticar a proximidade com Deus e generosidade com os outros.
w6rtherthdtrh
Quando acontece?
O início do Ramadã depende do início do ciclo da lua crescente no calendário islâmico. Neste ano, o ciclo começou na noite de quarta-feira, 17 de junho, o que significa que os muçulmanos começaram seu primeiro dia de jejum ao nascer do sol desta quinta-feira, 18 de junho. O mês de jejum dura 29 ou 30 dias, dependendo do ciclo da lua.
yuiykuikhk
Por que os muçulmanos jejuam?
Durante o mês do Ramadã, os mulçumanos devem passar o dia sem beber (exceto água) ou comer nada. O jejum faz parte de um dos cinco pilares da religião islâmica. Os outros atos de adoração são a shahadah, que é a declaração de fé; salat, as cinco orações diárias; zakat, ou esmola; e o hajj, a peregrinação a Meca.
O jejum, para os muçulmanos, significa literalmente “abster-se” – e não se trata apenas de abster-se de comida, bebida e sexo, mas também de ações como fumar cigarros e fazer fofocas. Os muçulmanos são encorajados a manter o jejum no Ramadã e continuar com suas rotinas diárias de trabalho e atividades habituais. Eles acreditam que o jejum não é apenas um ritual físico, mas, sobretudo um momento de reflexão e de recarga espiritual.
yuyhythtyh
Quem jejua?
Os homens e mulheres muçulmanos saudáveis são obrigados a jejuar durante o mês de acordo com os ensinamentos islâmicos. Crianças, pessoas que estão doentes ou que têm doenças mentais, idosos, viajantes e mulheres que estão menstruadas, no pós-natal, grávidas ou que estão amamentando não precisam jejuar. Pessoas que ficam isentas do jejum por alguns dias podem compensar os dias sem jejuar mais tarde. Mas, se uma pessoa não é capaz de jejuar durante o mês inteiro, por razões de saúde, pode compensar o jejum alimentando pessoas necessitadas.
upoçiolkijhg
A prática é saudável?
Os muçulmanos não jejuam continuamente durante todo o mês: eles comem antes do sol nascer e quebram o jejum ao pôr do sol. Os cientistas descobriram que curtos períodos de jejum – se devidamente controlados – podem ter uma série de benefícios para a saúde, bem como, potencialmente, ajudar as pessoas com excesso de peso. Mas, durante o jejum é preciso manter-se hidratado e ingerir a proporção certa de carboidratos, gorduras e proteínas no momento da quebra do jejum.
tyjftygjfhj
Por que os muçulmanos iniciam o Ramadã em dias diferentes?
A divergência nas datas de início e fim do Ramadã em diferentes países é causada pela variação na observação dos ciclos lunares. Em lugares onde não é possível ver a lua crescente, alguns fiéis realizam o jejum de acordo com o lugar mais próximo onde a lua foi vista, enquanto outros confiam nos cálculos de astrônomos. Como a comunidade islâmica ao redor do mundo não possui uma liderança unificada, não existem instruções exatas sobre a forma certa de agir.
gyur7tyjhnm
Como os muçulmanos jejuam em lugares em que não há pôr do sol?
Na região do Ártico e nas áreas mais ao norte da Finlândia o sol permanece visível durante 60 dias no verão. Para os muçulmanos que vivem nesses lugares, a orientação dos estudiosos islâmicos é seguir os horários de nascer e pôr do sol de outros países como base para o período de jejum.
tuytyryrty
O que acontece ao final do Ramadã?
Ao fim do Ramadã, os muçulmanos celebram o Eid al-Fitr, o festival da quebra do jejum. De acordo com a tradição, os anjos chamam essa data de dia da entrega dos prêmios, porque todos aqueles que cumpriram o jejum serão recompensados por Deus. É comum ouvir os muçulmanos felicitando uns aos outros com “Eid Mubārak” (Feliz Eid). Esse é sempre o primeiro dia do novo mês islâmico Shawwal e é proibido jejuar.
É costume celebrar o Eid com um pequeno café da manhã doce e com doações para a caridade. Muitos muçulmanos também celebram trocando presentes, usando roupas novas e visitando amigos e famílias.
olioluiui
Outras religiões também jejuam?
Os judeus jejuam por aproximadamente 25 horas durante o Yom Kippur, ou Dia do Perdão, para pedir a remissão de Deus. Cristãos ortodoxos também podem passar metade do ano em várias formas de jejum, que segundo acreditam, os deixarão mais próximos de Deus.
ukjhukhjkh

panificação

“O CARBOIDRATO MATA O CÉREBRO LENTAMENTE”

O carboidrato já foi declarado como o vilão em diversas dietas que visam o emagrecimento, mas um programa alimentar proposto pelo neurologista e nutricionista americano David Perlmutter prega que alimentos ricos nesse nutriente – principalmente os que contêm glúten – não só engordam como também matam o cérebro aos poucos.
A ideia alarmante  foi esmiuçada no livro “A Dieta da Mente: A surpreendente verdade sobre o glúten e os carboidratos – os assassinos silenciosos do seu cérebro” (editora Paralela).
Na obra, o médico cita diversos estudos científicos que apontam uma relação entre o consumo de alimentos como trigo, aveia, cevada e seus derivados e o desenvolvimento de doenças degenerativas como o Alzheimer, depressão, enxaqueca, entre outras.
Esses e vários outros problemas, segundo Perlmutter, surgem devido ao alto potencial inflamatório dos itens com glúten, como pães, bolos, biscoitos e cerveja. Essa relação entre carboidrato (açúcar) e distúrbios cognitivos é tamanha que o neurologista não teme dizer que o Alzheimer é, na verdade, um novo tipo de diabetes.
A justificativa está também no fato de que pessoas com diabetes tipo 2 têm mais chances de ter Alzheimer do que quem é saudável. A ousada proposta de sua dieta é voltar a comer da forma como nossos ancestrais do período Paleolítico, com um cardápio predominantemente composto por GORDURAS (75%) e proteínas (20%) e pouquíssimos carboidratos (5%).
A diferença é chocante, se comparada com a dieta que predomina atualmente, de 60% de carboidratos, 20% de gordura e 20% de proteínas.
A ideia que ele propõe inclui eliminar inclusive grãos considerados saudáveis, como os integrais, e a permissão de comidas demonizadas, como aquelas ricas em colesterol – que, para ele, é quase que inofensivo, para o desespero dos cardiologistas.
De acordo com o regime descrito no livro, isso vale não só para quem tem sensibilidade ao glúten, mas para todas as pessoas. Segundo o autor, não há risco de aumentar as gorduras do corpo, se ele não estiver sob os efeitos negativos dos carboidratos.
Perlmutter afirma, no livro, que a inflamação causada por esses nutrientes desencadeia um processo de oxidação no organismo e é precisamente o LDL (conhecido como colesterol ruim) oxidado que provoca o acúmulo de gordura nas artérias. Em um corpo não inflamado, o LDL segue sua função de levar o colesterol vital (HDL) para o cérebro.
Além de pregar que as gorduras são amigas do homem, o neurologista afirma que fazer jejuns (de 24 a 72 horas) e tomar suplementos, como cúrcuma, probióticos e óleo de coco, também ajudam a melhorar as funções cerebrais.
Fonte : http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida

11063892_891428070918815_1408172024812083743_n

O Incenso

A origem do incenso é tão antiga quanto a história da humanidade.

Os antigos, ao fazerem as suas fogueiras perceberam que a fumaça subia ao céu e como acreditavam que os deuses também moravam no céu, pensaram que seria um bom modo de agradar os deuses.

E com a intenção de agradar a esses deuses, começaram a queimar em suas cerimonias, ervas aromáticas, madeiras, o que tivesse um odor agradável, e dessa forma provavelmente foi feito o primeiro incenso.

Nos rituais da Igreja Católica, é empregado em missas solenes tendo-se em mente que é uma homenagem a Deus, quando o padre que representa Cristo e os fiéis são incensados a idéia é que suba a Deus um aroma agradável de louvor.

O uso do incenso é um símbolo de oração.
O ritual mosaico empregava o incenso em muitos sacrifícios, só ou com outros perfumes; havia também o altar dos perfumes em que se queimava incenso de manhã e de tarde.
Os cristãos adotaram cedo o uso do incenso.
Em Jerusalém, no século IV, já se empregava em todos os grandes Ofícios.
O recipiente em que se queima o incenso é chamado incensário ou turíbulo.

Os relatos históricos mais antigos da arte, da manufatura e do uso de incensos, vem do antigo Egito. Na terra dos faraós o incenso mais popular era o de olíbano, árvore considerada sagrada, e durante a poda ou a coleta da resina, os homens deviam se abster de contato sexual ou com a morte. Plutarco forneceu a lista dos 16 ingredientes usados na preparação do incenso egípcio: mel, vinho, passas, junco doce, resina, mirra, olíbano, séseli, cálamo, betume, labaça, thryon, as duas espécies de arcouthelds, caramum e raiz de Íris.

A Índia, desde a antiguidade é célebre por seus aromas e essências, bem como pelo uso em larga escala de incensos. A importação de incenso da Arábia foi uma das primeiras, materiais aromáticos como: benjoim, resinas, cânfora, sementes, raízes, flores secas e madeiras aromáticas, foram sempre bastante usados. O sândalo sempre foi um dos itens mais populares, queimados em rituais públicos ou em casa.

No Antigo Testamento encontram-se várias referências ao uso de incensos. Geralmente os pesquisadores concordam que a queima do incenso só foi introduzida no ritual judaico em torno do século VII antes de Cristo. O primeiro incenso era composto de poucos ingredientes: estoraque, onicha, gálbano e olíbano puro, e sua preparação era semelhante a criada pelos sacerdotes egípcios. Na Grécia Antiga a história dos incensos data do início do século VIII a.C., vindo da Fenícia.

No Oriente é usado a milênios, usado junto com perfumes, constituí uma das sete oferendas sensoriais, que formam um dos sete estágios de adoração. Na Roma antiga o incenso era muito utilizado na Festa do Pastor, junto com ramos de oliveira, louros e ervas, assim com da mirra e açafrão. No Islam não há refêrencia ao seu uso no sentido religioso, mas a tradição nos mostra que o seu perfume pode ser usado como uma referência aos mortos.

O incenso é um acessório comum as cerimonias rituais mágicas, usado principalmente para neutralizar as energia negativa e métodos de encantamento. Na magia as letras do nome da pessoa, para qual é feito o encantamento, indicam qual o perfume necessário. Na Umbanda os incensoso são usados no turíbulo, são queimadas ervas como: Beijoim, alecrim, alfazema, arruda e guiné; no início do ritual são defumados os quatro cantos do Terreiro e as pessoas presentes. A chamada defumação limpa o campo energético das pessoas e do ambiente, afastando energias negativas ao mesmo tempo que atraí Espíritos de Luz e seres angelicais.

O incenso, representa o «sopro divino», ou o «sopro da vida». Conforme esta descrito na Bíblia;
Então Deus (…) soprou-lhes nas narinas um sopro de vida, e o homem tornou-se um ser vivente
Génesis 2,7
Envias o teu sopro e são criados, e assim renovas e face da terra
Salmos 104, 29-30
O meu sopro de vida não permanecerá para sempre no homem, pois ele é carne e não viverá mais que 120 anos
Génesis 6,3

Incenso- Incensos e os seus fins espirituais:

Incenso Arruda: purificação e protecção espiritual
Acácia: faculta um sono tranqüilo.
Incenso Absinto: favorece a clarividência, assim como é útil em assuntos amorosos.
Incenso Alecrim: combate a depressão, é purificador de pessoas e locais
Incenso Alfazema: tranquilizante
Incenso Almíscar: favorece sorte, vitorias, sucesso
Incenso Angélica: atrais forças protectoras
Incenso Artemísia: estimula dons proféticos, adivinhação, sonhos reveladores
Incenso Anis estrelado: abre portas da boa sorte
Incenso Camomila: ideal para conjurar forças que ajudam em assuntos financeiros
Incenso Canela: favorece as forças que ajudam em questões financeiras
Incenso Cânfora: eliminador da negatividade
Incenso Cedro: indicado em estabelecimentos, para aumentar vendas
Incenso Cipreste: favorece o equilíbrio espiritual, e tambem pode ser usado em assuntos de prosperidade
Incenso Coco: estimula o equilíbrio psicológico, espiritual e emocional
Incenso Cravo: ideal para favorecer abertura de caminhos, desbloqueio de enguiços
Incenso Erva cidreira: conjura energias ideias em assuntos amorosos
Incenso Erva doce: contra invejas e mau olhado
Incenso Eucalipto: limpeza espiritual
Incenso Hortelã: afasta negatividade assim como as indecisões e falta de decisão
Incenso Jasmim: favorece pacificação do ambiente
Incenso Lavanda: tranquilizador
Incenso Manjericão: atrai energias de boa sorte
Incenso Mirra: favorece os instintos, a a intuição e capacidades espirituais extra-sensoriais
Incenso Noz moscada: favorece entradas de dinheiro
Incenso Orquídea: purificador do ambiente e do espírito
Incenso Pimenta da jamaica: favorece harmonia no lar, assim como prosperidade
Incenso Pinho: protecção e assuntos de fertilidade
Incenso Rosa branca: acalma disputas, amansa pessoas, deve ser usado em expulsão de forças negativas
Incenso Sândalo: evolução espiritual
Incenso Sândalo branco: abre portas ao sucesso
Incenso Vetiver: ideal para favorecer comerciantes e assuntos comerciais .

Como acender o incenso

Antes de acender o incenso, mentalize e repita uma oração. O incenso deve ser aceso em local sereno, com tranquilidade e sem interferências no processo.
Deve repetir a sua oração enquanto manipula o incenso
Acenda o incenso com fósforo: é sinal de respeito e tradicionalismo no relacionamento com espíritos ou forças celestiais que são ancestrais e por isso se agradam com o respeito
Acenda o incenso, assim como as velas, como a mão esquerda

Incenso – limpar ambientes com incenso

Acenda o incenso conforme recomendado anteriormente.
Actuando de acordo com os já descritos procedimentos, percorra toda a casa ou estabelecimento com o incenso. Entre em cada dependência da casa ou estabelecimento, apenas apos ter proferido a sua oração, e continue orando enquanto percorre os 4 cantos, ate sair.
Faça um percurso , ( se possível), por todas as dependências, num sentido contrario ao ponteiro dos relógios.
Nunca pare a sua oração mental.
Depois de realizada a limpeza, coloque um punhado de sal em cada um dos 4 cantos da casa ou estabelecimento.

Fonte: www astrologos astrologia com

topic

As 13 figuras nos olhos de Nossa Senhora de Guadalupe

Esta incrível descoberta nos revela uma mensagem de Nossa Senhora: diante de Deus, todos são iguais

 

Desde o início do século XX, vários pesquisadores, fotógrafos e oftalmologistas afirmaram ter descoberto nos olhos da Virgem de Guadalupe o reflexo de figuras que parecem corresponder a silhuetas humanas.

Alfonso Marcue, fotógrafo oficial da antiga Basílica de Guadalupe, na Cidade do México, descobriu, em 1929, o que parecia uma imagem de um homem de barba refletido no olho direito da Virgem.

Em 1951, José Carlos Salinas Chavez descobriu na mesma imagem com uma lupa observando os olhos da Virgem de Guadalupe, o que também se refletiu no olho esquerdo, o mesmo local como seria projetada em um olho vivo.

Parecer médico e o segredo de seus olhos

Em 1956, o mexicano Dr. Javier Torroella Bueno publicou o primeiro relatório médico dos olhos da Virgem Negra. O resultado provava que os olhos era, como qualquer olho humano vivo, conforme a lei Purkinje-Samson, ou seja, há uma tripla reflexão de objetos localizados na frente dos olhos da Virgem e as imagens ficam distorcidas pela forma curva de suas córneas.

No mesmo ano, Rafael Torija oftalmologista de Lavoignet, examinou os olhos da imagem Santa e confirmou a existência da silhueta em ambos os olhos da Virgem, tal como tinha descrito o desenhista Salinas Chávez.

Córneas

Desde 1979, o especialista em computação gráfica e pós-graduado em engenharia civil José Aste Tonsmann foi descobrindo o mistério que estava escondido nos olhos da Virgem de Guadalupe. Através do processo de ampliação da imagem por computador encontrou 13 pessoas nos olhos da Virgem Negra de acordo com as leis de Purkinje-Samson.

O diâmetro pequeno das córneas (7 e 8 mm) descarta a possibilidade de de que as figuras foram pintadas por mãos humanas ou mecanicamente nos seus olhos, especialmente quando se toma em consideração o material de forma bruta no qual a imagem é impressa, mesmo com os avanços tecnológicos atuais isso torna-se impossível, ainda mais por qualquer artista ou pintor no ano de 1531!

Personagens

O resultado de 20 anos de estudo cuidadoso dos olhos da Virgem de Guadalupe foi a descoberta de 13 pequenas figuras, diz o Dr. José Aste Tonsmann.

1. Um indígena observa com atenção

Aparece de corpo inteiro, sentado no chão.A cabeça do indígena está ligeiramente levantada parecendo dirigir seu olhar para cima, em sinal de reverencia e atenção. Nota-se uma espécie de brinco e sandálias nos pés.

2. Idoso

A continuação do indígena aprecia um rosto de um homem idoso, careca, nariz proeminente, em linha reta, olhos fundos e barba branca.

As características coincidem com os de um homem branco. Sua semelhança com o rosto do bispo Zumárraga, como nas pinturas de Miguel Cabrera do século XVIII, sugere que esta é a mesma pessoa.

3. Homem jovem

Ao lado do velho homem há um homem jovem, com a face denotando surpresa. A posição dos lábios do jovem parece dirigir a palavra ao suposto bispo. A sua proximidade levou-o a pensar que é um tradutor, como o bispo falava nahuatl. Acredita-se que este é Juan Gonzalez, Espanhol nascido entre 1500 e 1510.

4. Juan Diego

Rosto é evidência de um homem maduro olhar indígena, com uma barba fina, nariz fino e os lábios entreabertos. Ele usa um chapéu em forma de cone, como era costume entre os índios naquela época.

A coisa interessante sobre esta figura é que ele está vestindo um manto ao redor de seu pescoço, braço direito estendido e levantado na direção onde o está homem idoso, a hipótese do pesquisador é que este corresponde ao vidente Juan Diego.

5. Uma mulher negra, uma descoberta surpreendente

Atrás de Juan Diego, há uma mulher com olhos penetrantes olhar de espanto. Pode-se ver o busto e rosto. É de pele escura, nariz achatado e lábios grossos, traços que correspondem aos de uma mulher negra.

Padre Mariano Cuevas em seu livro: “História da Igreja no México” comenta que o bispo Zumárraga em seu testamento havia concedido liberdade a  escrava negra que tinha servido no México.

6. O homem de barba

Na extrema direita de ambas as córneas exibido um homem barbudo com traços europeus, que não foi identificado. Exibe uma atitude contemplativa, com o rosto expressando interesse e perplexidade; mantém seu olhar para o local onde o nativo exibe seu manto.

Dentro do MISTÉRIO (compreendendo Figuras 7, 8, 9, 10, 11, 12 e 13)

No centro de ambos os olhos aparece o que tem sido chamado de “grupo familiar indigena”. As imagens são de tamanhos diferentes uma das outra, no entanto estas pessoas possuem o mesmo tamanho , mas, compõem cenas diferentes.

(7) Uma jovem de características muito finas que parecem olhar para baixo. Tem o cabelo em uma espécie de cocar com tranças no cabelo ornadas com flores. Dá para enxergar por trás de sua cabeça de um bebê envolto em uma bolsa comum naquela época para carregar crianças. (8)

Um pouco mais abaixo e para a direita da jovem mãe,  um homem com um chapéu (9), e entre estes, há um par de crianças (do sexo masculino e do sexo feminino, 10 e 11). Outro par, desta vez para homens e mulheres maduros (12 e 13) está atrás da jovem.

Este homem maduro (13) é a única figura que o pesquisador não encontrou em ambos os olhos da Virgem, está presente apenas na direita.

Significado das imagens

Em 9 de dezembro de 1531, a Virgem Maria pediu a Juan Diego para lhe construir um templo em Tepeyac para que todos possam conhecer a Deus “, e para realizar o que pretende meu compassivo e misericordioso olhar (…)” Não Nican Mopohua 0,33.

De acordo com a hipótese do autor, estas 13 figuras juntas revelam uma mensagem da Virgem Maria dirigindo a toda a humanidade: Diante de Deus todos os homens e mulheres de todas as raças, são iguais.

A presença da família (nas Figuras 7 a 13), em ambos os olhos da Virgem de Guadalupe, na opinião do Dr. Aste são as figuras mais importantes das que se refletem em suas córneas  e como eles estão localizados em suass pupilas,  significa que Maria de Guadalupe tem a família no centro do seu olhar compassivo.

Poderia ser um convite para buscar a unidade familiar, para se aproximar a familia de Deus, especialmente agora que a sociedade moderna tem desvalorizado tanto a família.

A Estampagem

Dr. Aste Tonsmann afirma que no momento em que Juan Diego foi recebido pelo bispo Zumárraga, Maria estava presente, invisível para aqueles que estavam lá, mas vendo toda a cena, e, portanto, reflete em seus olhos as imagens de todos os presentes, incluindo o mesmo Juan Diego.

Quando o vidente desdobrou o manto e as rosas caiu, a estátua de Nossa Senhora foi impresso na capa, como era naquele momento, isto é, tendo em seus olhos o reflexo de todo o grupo de pessoas que assistiram ao evento milagroso.

Assim, a Virgem de Guadalupe quis deixar-nos um “retrato da realidade” de sua milagrosa estampa. É legítimo pensar que, se Juan Diego tinha carregado a imagem e estampada no manto, Zumárraga não teria acreditado.

Teste

Dr. Aste Tonsmann argumenta que uma das evidências mais fortes da existência das figuras nos olhos da imagem da Virgem de Guadalupe, é precisamente a sua presença em ambos os olhos e ao fato de que eles ocupam as mesmas posições relativas, isto é, aparecer no lugar correspondente aos reflexos nas córneas de uma pessoa viva. O resultado surpreendente por si mesmo, elimina a possibilidade de fraude.

Os processos utilizados para a verificação das imagens encontradas no quadro da Virgem de Guadalupe e da verificação de sua existência em outras fotos de si mesma são consistentes com o método científico. Os processos mais importantes são os seguintes:

1) O “mapping”, que consiste em tomar as coordenadas de pares de pontos equivalentes à superfície de ambos os olhos, e, por regressão linear, encontrar duas funções matemáticas para calcular as coordenadas “x” e “y” de cada ponto equivalente, um olho do outro. A coincidência das imagens encontradas por este método é impressionante.

2) A série “transição”. Através do processo de metamorfose (morphing) Dr. Aste encontrada série de imagens que mostram uma sequência de transição entre a face descoberta em uma das córneas e seu equivalente na outra.

tv-hipnose

Sobre a hipnose da televisão – Eckhart Tolle

“Embora a mente possa ficar sem produzir nenhum pensamento por um bom tempo, ela permanece ligada à atividade do pensamento do programa que está sendo exibido. Mantém-se associada à versão televisiva da mente coletiva e segue absorvendo seus pensamentos. Portanto, quando estamos vendo televisão, nossa tendência é cair abaixo do nível do pensamento, e não nos posicionarmos acima dele. É por isso que a televisão se presta à manipulação da “opinião pública”, nos prende no estado de inconsciência receptiva. Seus pensamentos se tornam nossos pensamentos.”

 

“Para um número significativo de pessoas, ver televisão é algo “relaxante”. Observe a si mesmo e verá que, quanto mais tempo sua atenção permanece tomada pela tela, mais sua atividade intelectual se mantém suspensa.

Assim, por longos períodos você estará assistindo a atrações como programas de entrevistas, jogos, shows de variedades, quadros de humor e até mesmo a anúncios sem que quase nenhum pensamento seja gerado pela sua mente.

Você não apenas deixa de se lembrar dos seus problemas como se torna livre de si mesmo por um tempo – e o que poderia ser mais relaxante do que isso?

Então ver televisão cria o espaço interior?

Será que isso nos faz entrar no estado de presença?

Infelizmente, não é o que acontece. Embora a mente possa ficar sem produzir nenhum pensamento por um bom tempo, ela permanece ligada à atividade do pensamento do programa que está sendo exibido. Mantém-se associada à versão televisiva da mente coletiva e segue absorvendo seus pensamentos.

Sua inatividade é apenas no sentido de que ela não está gerando pensamentos. No entanto, continua assimilando os pensamentos e as imagens que chegam à tela. Isso induz um estado passivo semelhante ao transe, que aumenta a suscetibilidade, e não é diferente da hipnose. É por isso que a televisão se presta à manipulação da “opinião pública”, como é do conhecimento de políticos, de grupos que defendem interesses específicos e de anunciantes – eles gastam fortunas para nos prender no estado de inconsciência receptiva. Querem que seus pensamentos se tornem nossos pensamentos e, em geral, conseguem.

Portanto, quando estamos vendo televisão, nossa tendência é cair abaixo do nível do pensamento, e não nos posicionarmos acima dele. A TV tem isso em comum com o álcool e com determinadas drogas. Embora ela nos proporcione um pouco de alívio em relação à mente, mais uma vez pagamos um preço alto: a perda da consciência. Assim como as drogas, essa distração tem uma grande capacidade de viciar.

Procuramos o controle remoto para mudar de canal e, em vez disso, nos vemos percorrendo todas as emissoras. Meia hora ou uma hora mais tarde, ainda estamos ali, passeando pelos canais. O botão de desligar é o único que nosso dedo parece incapaz de apertar.

Continuamos olhando para a tela. Porém, normalmente não porque algo significativo tenha chamado nossa atenção, e sim porque não há nada interessante sendo transmitido.

Depois que somos fisgados, quanto mais trivial e mais sem sentido é a atração, mais intenso se torna nosso vício. Se isso fosse estimulante para o pensamento, motivaria nossa mente a pensar por si mesma de novo, o que é algo mais consciente e, portanto, preferível a um transe induzido pela televisão. Dessa forma, nossa atenção deixaria de ser prisioneira das imagens da tela.

O conteúdo da programação, caso apresente alguma qualidade, pode até certo ponto neutralizar, e algumas vezes até mesmo desfazer, o efeito hipnótico e entorpecedor da TV. Existem determinados programas que são de uma utilidade extrema para muitas pessoas – mudam sua vida para melhor, abrem seu coração, fazem com que se tornem mais conscientes. Há também algumas atrações humorísticas que acabam sendo espirituais, mesmo que não tenham essa intenção, por mostrarem uma versão caricata da insensatez humana e do ego. Elas nos ensinam a não levar nada muito a sério, a permitir um pouco mais de descontração e leveza na nossa vida. E, acima de tudo, nos ensinam isso enquanto nos fazem rir. O riso tem uma extraordinária capacidade de liberar e curar.

Contudo, a maior parte do que é exibido na televisão ainda está nas mãos de pessoas que são totalmente dominadas pelo ego. Assim, a intenção oculta da TV é nos controlar nos colocando para dormir, isto é, deixando-nos inconscientes. Evite assistir a programas e anúncios que o agridam com uma rápida sucessão de imagens que mudam a cada dois ou três segundos ou menos.

O hábito de assistir à televisão em excesso e essas atrações em particular são duas causas importantes do transtorno de déficit de atenção, um distúrbio mental que vem afetando milhões de crianças em todo o mundo. A atenção deficiente, de curta duração, torna todos os nossos relacionamentos e percepções superficiais e insatisfatórios. Qualquer coisa que façamos nesse estado, qualquer ação que executemos, carece de qualidade, pois a qualidade requer atenção.

O hábito de ver televisão com freqüência e por longos períodos não só nos deixa inconscientes como induz a passividade e drena toda a nossa energia. Portanto, em vez de assistir à TV ao acaso, escolha os programas que despertam seu interesse. Enquanto estiver diante dela, procure sentir a vívida atividade dentro do seu corpo – faça isso toda vez que se lembrar. De vez em quando, tome consciência da sua respiração. Desvie os olhos da tela em intervalos regulares, pois isso evitará que ela se aposse completamente do seu sentido visual. Não ajuste o volume acima do necessário para que a televisão não o domine no nível auditivo. Tire o som durante os intervalos. Procure não dormir logo após desligar o aparelho ou, ainda pior, adormecer com ele ligado.”

 

 

Eckhart Tolle

Biblioteca Virtual de Antroposofia