image_preview

Respiração Holotrópica

Este artigo para ensinar como reproduzir a Respiração Holotrópica e como seus praticantes podem maximizar seus resultados.

A palavra “Holotrópica” vem do grego (ὅλος) holos que quer dizer “inteiro” e (τρέπειν) trepein que quer dizer “ir em direção”. Assim podemos traduzir Holotrópico como “ir em direção a inteireza”. Trata-se de uma técnica criada por Stanislav e Christina Grof para atingir estados alterados de consciência com grande valor para o auto-conhecimento e resolução de conflitos internos. Caso não tenha ainda lido a biografia de Grof, linkada acima, recomendo fortemente que o faça agora.

Grof trabalhou muitos anos em pesquisas sobre o uso terapéutico do LSD e desde sua proibição em 1967 buscou um substituto a altura. Este substituto foram as suas Oficinas de Respiração Holotrópica. Para criar estas oficinas Grof usou tanto nosso conhecimento atual em neurociência como uma séria pesquisa antropológica envolvendo muitas práticas espirituais registradas pela história, em especial as várias cerimônias xamânicas espalhadas pelo globo. Posteriormente estas práticas foram aperfeiçoada por décadas de pesquisa e aplicação em centenas de pessoas.

A experiência da Respiração Holotrópica, quando corretamente executada pode ser bastante profunda, uma exploração existencial onde ao perder o senso de si as pessoas podem experimentar estados cósmicos nos quais se identifica com todas as pessoas, e mais do que isso com todos os animais, vegetais, minerais, e todas as coisas orgânicas e inorgânicas. É possível experimentar visões celestiais e angelicais de paraísos, bem como entrar em contato direto com os universais arquétipos. Alguns destes arquétipos podem ser assustadores como a grande deusa mãe Kali, sustentadora da vida, que também é um monstro aracnídeo com numerosos membros. Consideradas as possibilidades do que pode acontecer fica evidente a necessidade de um guia para essa jornada além dos limites habituais da mente e a melhor forma de conseguir isso é por meio do auxílio de alguém devidamente certificado pelo ‘Grof Transpersonal Training‘.

Assim antes de qualquer coisa os participantes das oficinas recebem sempre uma orientação teórica do que estão prestes a passar. Isso porque os fenômenos transpessoais são precedidos por momentos biográficos e perinatais que lhe servem com ponte e guardiões e podem ser bastante intensos. Saber o que temos em frente é assim uma parte importante. Para uma melhor comprensão deste percurso leia, A Cartografia da Consciência de Stanislav Grof.

Após isso é importante também o facilitador passar muita confiança a pessoa que vai se submeter e lhe garantir que não lhe causará qualquer dano ou abuso. Durante o processo em si não há grandes intervenções dos facilitadores pois a experiência é completamente interna e pessoal e o sujeito é encorajado a expressar completamente sua reação a cada momento, seja ela qual for. Entretanto estas reações podem ser projetadas no facilitador como desejos reprimidos, de cuidado, contato sexual ou conexão espiritual cabendo ao ele conduzir tudo de modo ético.

O trailer do documentário abaixo dá uma ideia de como é uma sessão de respiração holotrópica.

 

Música Holotrópica

O acompanhamento musical é uma parte importante do processo. Grof desenvolveu uma jornada musical de três horas para criar uma experiência transformadora e completa:

A primeira hora é concebida para facilitar relaxamento físico e dar suporte a respiração e inclui musica de batida ritmada, como por exemplo de sons tribais e alguns tipos de música eletrônica. Exemplos de artistas que podem ser usadas neste momento são Ganga Giri, Lost at Last, Brent Lewis, Juno Reactor, Babatunde Olatunji, Byron Metcalf, James Asher e Afro Celt Sound System.

A segunda hora é destinada a facilitar a liberação emocional e pode incluir artistas como Lisa Gerrard e Azam Ali,  ou trilhas sonoras emocionalmente evocativas de artistas como Hans Zimmer, Thomas Newman, Howard Shore e James Newton Howard entre outros. Para exemplificar escute a músicas épicas de filmes como Two Steps From Hell e Audiomachine.

A terceira hora é pensada para facilitar a interação com a experiência e normamente inclui cantos sacros de artistas como Deva Premal, Jai Uttal e Lama Gyurme.  Por fim os momentos finais muitas vezes incluem sons da natureza para trazer os participantes ao seus estados de consciência normais de modo pacífico.

Não pode haver intervalos perceptíveis entre as músicas e o ideal é que sejam mixadas de modo a fluírem de modo que possam fluir com facilidade. Também não é indicado vocais em línguas que as pessoas entendam, para não distraí-las. Este roteiro foi criado de forma estatística, mas cabe ao facilitador modificá-lo caso perceba que o grupo segue um padrão diferente.

Durante as oficinas existe ainda um tipo específico de trabalho corporal, auto-expressão  criativa e  dinâmicas de grupo que apoiam todo o processo, entretanto é a respiração em si que serve de âncora para toda a experiência e define a jornada individual de cada participante.

A Respiração Holotrópica

A Respiração Holotrópica busca criar mudanças no corpo e na mente que juntas ajudam a criar a experiência transpessoal. Não há grandes instruções senão simplesmente “respire mais fundo e mais rápido que o normal”. Depois de 15 ou 20 minutos o corpo normalmente encontra seu rítmo e você sequer precisa pensar sobre isso.

Entretanto para quem deseja alguma instrução adicional, participantes relatam que as sugestões a seguir facilitam o processos:

1) Faça respirações completas

Ou seja cada respiração deve ser cheia e profunda enchendo todo o pulmão cada vez que você inspira de modo que seu abdome deve se expandir um pouco a cada vez;

2) Mantenha uma respiração “circular”

Em outras palavras a respiração deve ser feita de modo que não exista intervalos entre cada respiração. Ou seja em nenhum momento você vi prender o ar. Quando seus pulmões estiverem cheios você começa a esvaziá-los. Quando estão vazios deve imediatamente enche-los. Isso cria um padrão respiratório onde você está sempre inspirando ou expirando criando um círculo de respiração.

3) Respire mais rápido do que o normal

Busque respirar um pouco mais rápido do que você normalmente respira. Entretanto não queira respirar tão rápido que isso gere tensão no seu corpo. Seu corpo e especialmente seus pulmões devem estar relaxados sem fazer força para que a respiração possa ser mantida por um longo período sem causar fadiga.

4) Respiração Bucal

A ideia é, entre outras coisas, hiper-oxigenar o cérebro. Assim muitas pessoas preferem respirar pela boca pois isso permite uma entrada maior e mais rápida de ar. Entretanto algumas pessoas sentem-se desconfortáveis, neste caso não há problema em respirar pelo nariz.

Nos casos das oficinas em grupo ocorre usualmente alguma discussão complementar feita depois de um intervalo razoável, mas no mesmo dia. Nestas o facilitador não faz interpretações nem analisa as experiências, em vez disso estimula o participante a elaborar e refletir sobre os insights que teve durante a sessão. A troca de experiências entre os participantes e a amplificação junguiana por parte do facilitador como referências mitológicas e antropológicos são enriquecedoras neste momento.

 

Postura da Morte e Contra-indicações

 

Quem tem um mínimo de conhecimento prático do trabalho de Austin Osman Spare certamente já percebeu que a Respiração Holotrópica guarda fortes semelhanças com a Postura da Morte do famoso pioneiro da hoje chamada Magia do Caos. Para lançar seus sigilos de forma eficaz Spare fixava a os mesmos em sua mente enquanto forçava uma respiração respiração profunda e espasmódica, até a completa exaustão e o inevitável blecaute. Contudo, enquanto a Respiração Holotrópica busca prolongar este estado, a Postura da Morte busca acelerar seu colapso. Para isso Spare forçava o corpo ao extremo ficando na pontas dos dedos, com os braços fechados por detrás da cabeça até cair inconsciente. As sessões Holotrópicas por sua vez duram entre duas horas e meia e três horas, mas isso pode variar.

 

Por sua intensidade, não devem se engajar neste processo pessoas com doenças vasculares e cardiovasculares, hipertensão severa, glaucoma ou pessoas que tenham passado por cirurgias recentes, sofram de epilepsia ou mulheres durante a gravidez. Além disso é importantíssimo destacar que a respiração holotrópica é uma técnica que pode evocar poderosas reações, entre elas o desencadeamento de poderosos traumas reprimidos. Desta forma ela deve ser feita sempre sob supervisão de um facilitador certificado. A melhor maneira de garantir isso é exigir a apresentação de um certificado emitido pelo ‘Grof Transpersonal Training’ que é mantido pelos criadores do método.

14060_835341129869492_3644647254858206288_n

Segure seu raio. Domine a emoção

 

“Nunca vá dormir com o estômago cheio, a mente punitiva e raivosa, pensando que vive sem esteio, para não acordar dando alfinetadas rancorosas.
Reconheça a raiva e o desejo de punição, libere o ácido e rompa com a atitude lamentosa.
Vigie o rancor e impeça assim as doenças do coração.
Controle seu impulso, segure o seu raio e domine a emoção.
Reconheça, vigie, controle e substitua esse padrão, porque a raiva, o rancor e a revolta são os três R’s da perdição.
Inteligência emocional é como um cavalo, cujo cavaleiro tem sempre as rédeas na mão.
A sabedoria consiste em canalizar a ira para limpar o porão, em vez de arremessar o raio que sempre volta na forma de trovão.
Para que viver de tempestade, se a felicidade é não brigar para provar sempre a nossa razão.
Quem domina esse cavalo, cavalga bem mais feliz nesta planície de fugaz ilusão.”
Nilsa Alarcon e J. C. Alarcon

 

Humi

xfghfghdfghdgfhfcg ,m;

O Poder das Pirâmides

Na década de 1930, um radiestesista francês, Antoine Bovis, visitou a Grande Pirâmide de Gizé e encontrou um gato morto. Ele ficou admirado ao notar que o gato estava desidratado (estado mumificado) e não decomposto como de costume. Mais tarde ele realizou alguns experimentos com pequenos modelos de pirâmide colocando animais e frutas, que acabavam por secar.

Nos anos 70, dois cientistas americanos, Bill Schul e Ed Pettit, fizeram um relatório no qual diziam que sementes de plantas germinavam mais rápido quando estavam dentro de estruturas piramidais. Em outra experiência que fizeram, eles usaram leite e, passado alguns dias, puderam constatar que as amostras de leite que estavam fora da pirâmide tinham mofado e azedado, diferente das que estavam dentro da pirâmide que formavam uma substância cremosa parecida com a do yogurte, e ao fim de 6 semanas continuavam sem mofo.

Eles escreveram um livro chamado “O Poder Secreto das Pirâmides”.


O que diz a ciência?

Alguns cientistas consideram que as misteriosas propriedades das pirâmides podem estar relacionadas com um fluxo peculiar de energia, uma modificação da ionização ou uma força eletromagnética, mas ainda não se identificou com precisão qualquer fonte confirmada dessa energia. Os cientistas ainda estão testando teorias segundo as quais as formas da pirâmide criam um campo energético intensificado que altera o padrão dos processos físicos, químicos e biológicos.


Como se beneficiar dessa energia?

Atualmente as pirâmides são utilizadas para vários fins como:

Meditar e relaxar: se você tem em casa uma pirâmide grande em forma de barraca, pode usá-la para meditar ou fazer relaxamento em seu interior. Disponha de alguns minutos todos os dias para sentir seus efeitos, como bem-estar, aumento de memória e diminuição de tensão emocional.

Preservar alimentos: a energia das pirâmides desidrata flores e frutas. Este processo pode ser bastante útil quando desejar preservar estes elementos. Basta colocar a fruta ou a flor dentro de uma pirâmide, em sua parte central. O resultado é fantástico.

Tratamento das plantas: quanto mais tempo suas plantas ou flores sofrerem a atuação da energia das pirâmides, mais bonitas ficarão, mudando até mesmo, a coloração de suas folhagens.

Limpeza astral: para fazer a limpeza da sua aura retirando a “poeira astral” que trazemos da rua.

Harmonização de ambientes: a pirâmide atua no ambiente onde se encontra, de forma até o momento não compreendida, tornando o local arejado, com ar mais fresco, fazendo com que as pessoas ali presentes sintam-se mais confortáveis e as plantas mais saudáveis e viçosas.

Para equilibrar os chacras: Deite-se e coloque uma pirâmide de cristal sobre cada um dos chacras, os centros energéticos do organismo. Faça isso durante vinte minutos, por sete dias seguidos. Para obter esse resultado, você também pode utilizar a chamada pirâmide biopsicoenergética, formada pelos dedos polegar, indicador e médio de ambas as mãos (veja quadro) .

Energizar seus orgãos: Deixe durante doze horas uma pequena pirâmide de cristal maciço dentro de um copo com água e beba enquanto estiver de jejum.

Melhorar o sono: Coloque uma pirâmide de cristal maciço embaixo de sua cama.


Os Materiais

As propriedades das pirâmides variam conforme o material de que elas são feitas. Escolha o mais adequado para você.

A pirâmide ideal para as suas necessidades específicas pode ser inteiriça ou vazada, e feita de diferentes materiais como o cristal, o ouro, o alumínio, o latão, o cobre, a madeira, o ferro e até mesmo o papel e o papelão. Convém evitar o plástico e as demais ligas sintéticas e as pirâmides feitas de mais de um material.

Cristal
As pirâmides de cristal são muito eficazes, pois este mineral é um grande captador de energia. São geralmente usadas pirâmides pequenas, de cristal maciço e lapidado. Entre seus usos, podem-se mencionar a limpeza de pele e dos cabelos, a energização da água – para purificar o sangue e combater gripes, distúrbios digestivos e outros problemas orgânicos -, o equilíbrio dos chacras (centros energéticos do corpo humano), o combate ao estresse e ao nervosismo, a garantia de um sono repousante e o crescimento das plantas.

Ouro
Pequenos pirâmides de ouro, usadas como pingente na altura do coração, atuam do chacra do coração, atuam como escudo protetor contra as doenças e vibrações negativas, criando uma espécie de feixe energético em torno da pessoa. Facilitam, além disso, os problemas de relacionamento, inclusive no local de trabalho.

Alumínio
Muito usadas em terapia, são ideais para relaxamento e meditação. Ajudam a desenvolver a percepção extra-sensorial e combatem o estresse.

Latão
Têm efeitos análogos aos das pirâmides de alumínio, porém menos intensos. Além de serem utilizadas para conservar alimentos e plantas e afiar lâminas de barbear, facilitam a adaptação a situações novas.
Cobre

Muito úteis no local de trabalho, pois transformam energias negativas em positivas. Outros usos: restabelecimento d saúde e combate ao estresse, às doenças reumáticas e problemas cerebrais. Também podem ser utilizadas para curas à distância.

Madeira
Utilizam-se na maioria dos casos pirâmides de carvalho, cedro ou pinho, que servem para curar feridas e outras disfunções orgânicas.

Ferro
Combatem a febre e as fobias e energizam alimentos e água para pessoas anêmicas.

 

Segredo Oculto

 

10645243_326202690915958_4531653798785751288_n

Desobstruindo os canais de força e luz – estabilização energética

“Todo aquele que se compromete com o autoconhecimento, avança em sua jornada”.
Tuimbá

“O corpo é apenas uma manifestação física de energia que reflete a natureza de Deus.”

O corpo físico é protegido por mais outros corpos – etérico, emocional, mental, astral, celestial e causal – e tem todas as impressões desses outros corpos. Eles funcionam em frequências diferenciadas que, em cada ser obedecem a um ritmo vibratório próprio.

Os três primeiros corpos são: a personalidade, o físico-emocional e o mental. Ao nos aproximarmos do planeta, ganhamos corpos de luz, sendo que cada corpo serve como proteção ao outro. Cada um traz informações específicas e no corpo físico permanecem retratados mental, emocional, psíquica e espiritualmente. Quando o corpo físico não consegue manter a harmonia com os outros corpos, surgem as doenças psicossomáticas. Os corpos têm funções diferentes. Entretanto, para que haja saúde física, mental e espiritual é necessária a interação desses corpos.

O ser humano está em ascensão gradual e contínua. A viagem ao planeta Terra é um processo de aprendizado onde o Karma (aquilo que não foi “compreendido”) se apresenta para que se transforme em Dharma (aprendizado-consciência-luz).

Quando acontece a dissociação energética dos corpos (desarmonia) o ser sente-se como se não conseguisse sair do lugar (o corpo físico passa por limitações e algumas pessoas têm a sensação de estarem amarradas), embora seu íntimo esteja acelerado. A tensão mental exercida sobre o “fio laser” (fio energético que liga o homem ao céu e ao veio magnético da Terra) é tão grande que ele se rompe.

Quando se inicia a desobstrução dos centros de força e de luz, o ser passa por um processo de limpeza, de expurgo. Isso acontece porque a energia vai buscar a causa do mau entrosamento dos corpos de luz (na simbologia do Reiki existem frequências muito diferentes e os florais adentram os níveis de consciência).

À medida  que a energia faz seu percurso, o ser começa a dispensar, sutilmente, a densidade. É comum ser acometido por uma gripe forte, dores musculares, dores abdominais e dores nas articulações.

Durante o trabalho, muitos pontos de luz são ativados,  transmitindo novas instruções para as células. Lembramos que é através das centenas de células, que se comunicam entre si, que a vida se manifesta. Portanto,  no momento em que os pontos de luz são ativados, novas frequências de som e de cor começam a ser absorvidas (é muito comum a formação de imagens coloridas), uma verdadeira ciranda bioquímica. O metabolismo começa a experimentar uma nova química. As toxinas acumuladas, o lixo emocional e mental, começam a sair e os sonhos trazem significados utilizados como chaves para desprender os nós de energia do passado. A luz começa a se instalar e a romper o vínculo negativo com os corpos emocional, mental e espiritual. As experiências kármicas são focadas com energia de amor.

São utilizados os símbolos do Reiki, de níveis diferentes, por terem seu próprio código (cor, som, forma) e por terem a chave do tempo. À medida que o ser vai restabelecendo sua conexão Divina, restabelece-se também o canal de energia vital, rompendo com as energias inferiores, desbloqueando, e equilibrando, os pontos de luz e promovendo a varredura do lixo armazenado há tempos. Os florais ajudam na compreensão e na força para a transmutação. Há uma mudança da química no cérebro, aumentando as frequências de ambos os hemisférios. A percepção de si e do mundo é bem mais ampla. Embora as frequências do cérebro sejam maiores, existe uma quietude interna. Os sonhos tornam-se mais lúcidos, os pensamentos, mais claros. O corpo mental começa a interagir com espírito-alma-Eu Superior. Há uma conscientização de que muitas energias que não pertencem ao ser são herdadas. É, portanto, um resgate da própria identidade, do verdadeiro Eu.

Então, a verdade de cada pessoa se dá por meio da harmonia do pensar, do sentir, do querer, ou seja, manifesta-se. Durante este processo, percebe-se que muitas pessoas escolhem o recolhimento, pois o propósito de vida muda. Para outras, porém, a verdade se apresenta em sintonia com seus propósitos. Estas estão dispostas a ajudar o outro. Respeitam seu ritmo. Dão os primeiros passos em busca de si. Isso porque o chacra do coração, que é a porta para o amor, se abre e o ser se sente mais ligado a tudo e a todos. É iminente o amor incondicional.

Os bloqueios no corpo emocional que ainda não foram liberados começam a receber mais luz. Inicia-se, então, o processo de desapego, que é uma forma diferente de amar, e com a qual não estamos acostumados. Esta nova forma de amar não cria armadilhas, não faz chantagens nem impõe condições para um relacionamento afetivo. Quando falo em desapego, refiro-me à tomada de consciência salutar, na perspectiva de melhorar a qualidade das relações afetivas, sobretudo as familiares.

Quando o ser resiste às mudanças, acaba sofrendo e se desorganizando. Ao contrário, quando se entrega ao processo de mudança e confia na própria capacidade, a luz da alma se expande e torna-se visível no olhar (os florais são gotas de luz que adentram a escuridão da alma). Então, os olhos são o espelho da alma.

 

blog_011

universo-natural-dar-vida-a-nossa-vida

Como dar vida às nossas vidas

As Transformações Começam Conosco

Há um antigo ditado japonês:

“Se houver relacionamento, faço; se não houver relacionamento, saio”.

Um Mestre Zen, no final do século passado, fez a seguinte alteração:

“Havendo relacionamento, faço; não havendo, crio relacionamento”.

Essa mudança de paradigma é extremamente importante. Devemos também lembrar que criar um relacionamento não significa, necessariamente, obter resultados imediatos, embora muitas vezes estes ocorram.

Novos relacionamentos em padrões antigos perdem seu significado. Precisamos criar relacionamentos a partir de novas maneiras de nos relacionar, de ver o mundo, de ser, de inter ser. Essa nova maneira pode, inclusive, recarregar de energia positiva antigos relacionamentos.

Para descobrirmos novas maneiras precisamos, primeiramente desenvolver a capacidade de perceber como estão nossos relacionamentos atuais.

Observe e considere meticulosamente a si mesmo. Perceba como está se relacionando em casa, na rua, no trabalho, no lazer. Perceba como respira, como anda, como toca nos objetos, como usa sua voz, como são seus gestos e como são seus pensamentos e os não pensamentos. Esse observar não deve ser limitante, constrangedor, confinador. Apenas observe. Como você se relaciona com o meio ambiente, biodiversidade, reciclagem, justiça social, melhor qualidade de vida, guerras, violência, terror, paz, harmonia, respeito, garantia dos Direitos Humanos? Como você e o seu logos se relacionam entre si e em relação aos projetos de sucesso, de lucro, de desenvolvimento e progresso de sua organização?

Como está se relacionando com o mais íntimo de si mesmo, com a essência da Vida, com o Sagrado?

Será que é capaz de ver, ouvir, sentir e perceber a rede de inter relacionamentos de que é feita a vida? Percebe e leva em consideração, na tomada de decisões, a interdependência?

Tanto individualmente, como no coletivo, nossa participação e compreensão como estão? Será que estamos conscientemente vivendo nossas vidas e direcionando nossos pensamentos, ações e palavras para o sentido de mudança que queremos e sonhamos?

Mahatma Gandhi disse: “Temos de ser a transformação que queremos no mundo”.

Geralmente pensamos no mundo como alguma coisa distante e separada de nós, mas nós somos a vida do universo em constante movimento. Podemos até dizer que o mundo somos nós. Nossa vida forma o mundo, é o mundo, não apenas está no mundo. Inclui todas as formas de vida e seus derivados e nos inclui neste instante, instante após instante. Há um monge chinês do século VII, Gensha Shibi , que dizia : “O Universo é uma joia arredondada. Somos a vida desse universo em constante transformação. Nada vem de fora, nada sai para fora”.

De momento a momento tudo está mudando, nós fazemos parte dessa mudança e podemos escolher, discernir qual o caminho que queremos dar a esse constante transformar. É por isso que digo que a transformação começa em nós. Na verdade vai além de apenas começar. É em nós. Nossa capacidade humana de inteligência e compreensão nos permite fazer escolhas. E o que estamos escolhendo?

Outra frase de Mahatma Gandhi:

“Quando uma pessoa dá um passo em direção à Paz, toda a humanidade avança um passo em direção à Paz”

A minha decisão, a sua decisão pode transformar ou influenciar a direção da mudança.

Há um sutra budista que descreve o mundo como uma rede de inter relacionamentos. Como se fosse uma imensa teia de raios luminosos e em cada intersecção uma joia capaz de receber essa luz e emitir raios em todas as direções. Qualquer pequena mudança afeta o todo. Cada ser que se transforme em um ser de paz, de harmonia, de ternura, carinho e respeito pela vida em todas as suas formas estará sendo uma mudança viva e influenciando tudo e todos.

Qual o primeiro passo? Conhecer a si mesmo. Conhecer nossos mecanismos.

O que nos afeta, nos incomoda? O que nos alegra? O que nos irrita? Como transformar a raiva em compaixão? Como transformar o desafio em competição leal, justa, empreendedora, enriquecedora? Sem nos preocuparmos com os créditos, se formos capazes de fazer o bem, não fazer o mal, fazer o bem aos outros estaremos transformando nossos lares, nossas amizades, nosso ambiente de trabalho, nossas organizações, nossas cidades, estados, países, nações, mundo… e a nós mesmos…no florescimento da Cultura da Paz.

“Estudar o Caminho de Buda é estudar a si mesmo. Estudar a si mesmo é esquecer-se de si mesmo. Esquecer-se de si mesmo é ser iluminado por tudo que existe. Transcender corpo e mente seu e dos outros. Nenhum traço de iluminação permanece e a Iluminação é colocada à disposição de todos os seres.” (Mestre Zen Eihei Dogen – 1200-1253)

É importantíssimo que iniciemos este “estudar a si mesmo”, já. Cada um de nós que perceber seu próprio mecanismo ficará em controle desse mecanismo e não mais à mercê de seus sentimentos e emoções, desejos e frustrações, puxado, empurrado, espremido e puxando, empurrando, espremendo – envenenados pela ganância, raiva e ignorância.

Imagine um mundo aonde podemos brilhar uns para os outros, sem ódios, mas com carinhoso respeito e terna compreensão. Percebendo nossas diferenças, aceitando a diversidade da vida e juntando nossas capacidades tanto intelectuais como físicas na construção desse verdadeiro Céu, Paraíso, Terra Pura, Shambala de que falam as religiões, todas elas.

Cabe a nós, a cada um de nós criar esse relacionamento de carinho com a vida, de ternura com todos os seres, de compreensão, de sabedoria e compaixão para percebermos o Caminho Iluminado e o Nirvana permeando toda a existência.

Isso é dar vida à nossa própria vida.

Monja Coen /Universo Natural                                          0,,14705171,00

escolha-convivc3aancias-com-as-quais-possa-trocar-energias-positivas

Escolha convivências com as quais possa trocar energias positivas

Algumas pessoas surgem em nossa vida de forma desagradável. Trazem desconforto, irritação… E, por mais que desejemos nos livrar delas, permanecem de uma forma ou de outra. Está acontecendo com você? Tem feito o que sabe para reverter o processo, mas, como não conseguiu, acredita que precisa sujeitar-se a esse desgaste pelo resto da vida? Isso não é verdade: existe solução!

 

Há como desenvolver nossa atitude de forma a atrair deliberadamente figuras felizes, tranquilas, evoluídas, que tenham afinidade conosco. Assim, livramos nossa vida de indivíduos problemáticos, cuja ligação conosco já deu o que tinha que dar. Podemos, portanto, selecionar amizades. Escolher convivências com as quais podemos trocar energias positivas. Mas… o que fazer quando a criatura problemática está na nossa família, no nosso ambiente de trabalho?

 

Bem, você não tem como mudar a pessoa. Entretanto, pode mudar a sua maneira de lidar com ela. Se apesar de tudo o que já tentou a vida insiste em mantê-la ao seu redor, deve ser por um bom motivo: ou você tem como auxiliá-la ou pode aprender por meio dela. Viver reclamando, implicando, criticando, brigando, vigiando… Tudo isso é desgastante. Tira seu equilíbrio, acaba com sua saúde, faz mal. E só serve para acabar alimentando e mantendo viva a ligação.

 

O primeiro passo é aceitar o que não pode mudar, mas reconhecer que tem o direito de preservar sua integridade e manter seu bem-estar. Diante de um acontecimento grave, faça apenas o que for possível e entregue o restante nas mãos de Deus. Pense que essa pessoa está ligada a você por determinação divina e, sendo assim, tudo está certo. Afinal, Deus é nosso provedor, tem pleno poder e resolve tudo no devido tempo.

 

No mais, cuide do seu bem-estar. Não se deixe impressionar pelo que os outros dizem ou pensam nem se coloque no lugar de vítima. Perceba até que ponto tem se deixado levar pelo orgulho, agido de forma violenta, querendo que as coisas sejam feitas do seu jeito. Saia do drama e note se vem exagerando em suas exigências. Ignore o que já aconteceu e comece a imaginar que essa pessoa já é como você gostaria que ela fosse. Faça isso mesmo que não acredite que ela possa vir a ser assim, e a estará envolvendo em sugestões positivas, o que fará muito bem tanto a ela quanto a você. É uma forma de auxiliar alguém a encontrar novas ideias e começar a mudar a maneira de pensar.

 

Também procure aceitar as coisas com mais naturalidade e evite ficar todo o tempo pensando no assunto. Tudo que você pensa, fala, discute e mantém entra na sua vida. Para mudar aquilo que não gosta é preciso começar a pensar, falar, comentar, discutir apenas o que lhe faça bem.

Pense que o mal é temporário e só o bem é real. Invista em coisas que lhe deem prazer, que a façam feliz, que a deixem de bem com a vida, motivada a seguir adiante apesar dos desafios do caminho. Então, poderá quebrar o vínculo com pessoas problemáticas de duas maneiras: ou elas acabarão se achegando e se tornando boas amigas, ou irão viver em outro lugar, onde se sentirão mais felizes. De um jeito ou de outro, todos estarão bem resolvidos, mais amadurecidos, experientes e equilibrados. Aprenderam as lições que vieram buscar. Agir assim requer determinação e esforço, mas vale a pena tentar. Experimente e verá!

 

Zíbia Gasparetto / Universo Natural

10996774_10152629152161811_3680929278788063276_n

Os 18 Esqueletos Gigantes de Wisconsin

 

Em maio de 1912, Wisconsin, Estados Unidos, os irmãos Peterson encontraram 18 grandes esqueletos próximo ao Lago Farm lawn, sudoeste do Estado. O tamanho dos esqueletos variava de 2,10 m. a 2,70 m., muito mais altos que os nativos americanos normais.

 

As escavações foram supervisionadas pelo Beloit College que incluíram 200 túmulos da cultura Woodland. Os esqueletos tinham crânios alongados, e segundo a análise científica da época, o formato da mandíbula era longa e pontuda, tinha grande semelhança com a dos símios. As órbitas eram relativamente maiores em relação ao crânio do de um ser humano comum e ossos nasais se projetavam bem acima na face.

 

A edição do The New York Times de 04 de maio de 1912 publicou a notícia.
O mais misterioso é que os jornais locais em Wisconsin noticiaram casos semelhantes, desde 1851! Umas das escavações em 1891 foi comandada pelo Instituto Smithsonian, que além de esqueletos gigantes, encontraram grandes estruturas em forma piramidal. Lembrando que o tal instituto possui um enorme museu de história natural em Washington e são acusados de esconder a sete chaves descobertas arqueológicas que contradizem o status quo ou a teoria da evolução de Darwin.

zxcvbhnjmkl    10996774_10152629152161811_3680929278788063276_n

limao

A Primeira Coisa que Você Deve Beber pela Manhã

Este truque, usado diariamente, pode ajudar a desintoxicar, melhorar a digestão e aumentar seus níveis de metabolismo e energia

Limão Quente

Você é bombardeado o tempo todo com toxinas do mundo moderno, elas estão em toda parte: em todos os lugares no ar poluído que respiramos, na água que você bebe, nos xampus e outros cosméticos com produtos químicos que você usa para ensaboar seu corpo, e, claro, em todos os aditivos químicos, pesticidas, hormônios, antibióticos e outros compostos nocivos dos alimentos que você come.
Todas essas toxinas podem ter efeitos nocivos sobre seu corpo, prejudicando o metabolismo e os hormônios, prejudicando o seu sistema digestivo e diminuindo seus níveis de energia.
Se eu pudesse te dizer UMA coisa para você fazer todas as manhãs ao acordar para ajudar seu corpo aeliminar algumas destas toxinas, melhorar a digestão, estimular o metabolismo e aumentar a sua energia, você faria?
Claro que você faria, e leva menos de 1 minuto!
Aqui está o truque:
Imediatamente, após acordar a cada dia, esprema cerca de 1/2 a 1 limão inteiro (dependendo do tamanho do limão) em uma jarra de 250 ml de água purificada quente ou à temperatura ambiente. Isso será mais suave para o seu corpo logo no início da manhã se compararmos com água gelada. Eu acho que cortar o limão em quartos antes de apertá-los na mão é mais fácil do que espremer eles cortados em metades.
Beba isso, pelo menos, 10 minutos antes de comer qualquer alimento no dia.
Certifique-se de usar limões frescos e orgânicos para fazer esta bebida, e não suco engarrafado de limão. Você pode usar limões orgânicos para evitar os pesticidas que podem se acumular no suco.

OS 3 PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DESTA BEBIDA PELA MANHÃ PARA O SEU CORPO, SAÚDE E ENERGIA:

De acordo com a publicação do TheAlternativeDaily.com (referência na área de saúde):

Limão

“Os benefícios para a saúde promovidos pelos limões são poderosos. Há séculos se sabe que os limões são poderosos antibactericidas, antivirais e ainda aumentam o sistema imunológico. Sabemos que o limão é uma grande ajuda digestiva e um limpador natural do fígado.
Os limões contêm ácido cítrico, magnésio, bioflavonóides, vitamina C, pectina, cálcio e limoneno, que aumentam a imunidade de modo que o corpo possa a combater a infecção.
Os limões são considerados um dos alimentos mais alcalinizantes que você pode comer. Isto pode parecer falso por eles serem ácidos por conta própria. No entanto, no corpo, os limões são alcalinos; o ácido cítrico não cria acidez após ter sido metabolizado. Os minerais dos limões ajudam a alcalinizar o sangue. A maioria das pessoas possui muita ácidez (por comer muito açúcar e grãos), e beber água de limão quente ajuda a reduzir a acidez total e o ácido úrico nas articulações.
Isso reduz a dor e a inflamação que muitas pessoas sentem. A American Cancer Society recomenda água quente com limão para incentivar movimentos intestinais regulares”.
Benefícios de que você pode desfrutar:

1. Melhora a Digestão:

O suco de limão ajuda seu corpo a melhorar a digestão e estimula a produção de bile. O suco de limão pode até mesmo ser uma ajuda contra a azia e indigestão.

2. Aumenta a sua Energia Durante o Dia:

Mesmo apenas o cheiro de suco de limão mostrou que melhora seu humor, níveis de energia, e reduz a ansiedade. Além disso, o efeito desintoxicante e o efeito alcalinizante do suco de limão fresco orgânico pode melhorar a sua energia através da eliminação de toxinas do corpo.

3. Ajuda você a Perder Gordura:

O suco de limão ajuda a melhorar o seu sistema digestivo, ajuda na eliminação de toxinas e aumenta seus níveis de energia, tudo isso combinado para ajudar você a perder gordura corporal, assim melhorando o seu equilíbrio hormonal. Contudo, uma outra razão para adicionar limão com água quente diariamente pela manhã!
Isso é um truque muito simples, certo?
por Mike Geary – Especialista em Nutrição Certificado
Autor do best seller: 101 Alimentos Antienvelhecimento

gatos

O GATO E A ESPIRITUALIDADE

Quem não se relaciona bem com o próprio inconsciente não topa o gato. Ele aparece, então, como ameaça, porque representa essa relação precária do homem com o (próprio) mistério.
O gato não se relaciona com a aparência do homem. Ele vê além, por dentro e pelo avesso. Relaciona-se com a essência. Se o gesto de carinho é medroso ou substitui inaceitáveis (mas existentes) impulsos secretos de agressão, o gato sabe. E se defende do afago. A relação dele é com o que está oculto, guardado e nem nós queremos, sabemos ou podemos ver. Por isso, quando surge nele um ato de entrega, de subida no colo ou manifestação de afeto, é algo muito verdadeiro, que não pode ser desdenhado. É um gesto de confiança que honra quem o recebe, pois significa um julgamento.
O homem não sabe ver o gato, mas o gato sabe ver o homem. Se há desarmonia real ou latente, o gato sente. Se há solidão, ele sabe e atenua como pode, ele que enfrenta a própria solidão de maneira muito mais valente que nós.
Nada diz, não reclama. Afasta-se. Quem não o sabe “ler” pensa que “ele” não está ali. Presente ou ausente, ele ensina e manifesta algo. Perto ou longe, olhando ou fingindo não ver, ele está comunicando códigos que nem sempre (ou quase nunca) sabemos traduzir.
O gato vê mais e vê dentro e além de nós. Relaciona-se com fluídos, auras, fantasmas amigos e opressores.
gatocapa
O gato é médium, bruxo, alquimista e parapsicólogo.
É uma chance de meditação permanente a nosso lado, a ensinar paciência, atenção, silêncio e mistério.
O gato é um monge silencioso, meditativo e sábio monge, a nos devolver as perguntas medrosas esperando que encontremos o caminho na sua busca, em vez de o querer preparado, já conhecido e trilhado.
O gato sempre responde com uma nova questão, remetendo-nos à pesquisa permanente do real, à busca incessante, à certeza de que cada segundo contém a possibilidade de criatividade e de novas inter-relações, infinitas, entre as coisas.
O gato é uma lição diária de afeto verdadeiro e fiel. Suas manifestações são íntimas e profundas. Exigem recolhimento, entrega, atenção.
Desatentos não agradam os gatos. Bulhosos os irritam. Tudo o que precise de promoção ou explicação quer afirmação. Vive do verdadeiro e não se ilude com aparências. Ninguém em toda natureza aprendeu a bastar-se (até na higiene) a si mesmo como o gato! Lição de sono e de musculação, o gato nos ensina todas as posições de respiração ioga. Ensina a dormir com entrega total e diluição recuperante no Cosmos. Ensina a espreguiçar-se com a massagem mais completa em todos os músculos, preparando-os para a ação imediata.
Se os preparadores físicos aprendessem o aquecimento do gato, os jogadores reservas não levariam tanto tempo (quase 15 minutos) se aquecendo para entrar em campo.
O gato sai do sono para o máximo de ação, tensão e elasticidade num segundo. Conhece o desempenho preciso e milimétrico de cada parte do seu corpo, a qual ama e preserva como a um templo. Lição de saúde sexual e sensualidade. Lição de envolvimento amoroso com dedicação integral de vários dias.
Lição de organização familiar e de definição de espaço próprio e território pessoal. Lição de anatomia, equilíbrio, desempenho muscular. Lição de salto. Lição de silêncio. Lição de descanso. Lição de introversão. Lição de contato com o mistério, com o escuro, com a sombra.
Lição de religiosidade sem ícones. Lição de alimentação e requinte. Lição de bom gosto e senso de oportunidade.
Lição de vida, enfim, a mais completa, diária, silenciosa, educada, sem cobranças, sem veemências, sem exigências.

gatos

O gato é uma chance de interiorização e sabedoria, posta pelo mistério à disposição do homem.”O gato é um animal que tem muito quartzo na glândula pineal, é portanto um transmutador de energia e um animal útil para cura, pois capta a energia ruim do ambiente e transforma em energia boa, — normalmente onde o gato deita com frequência, significa que não tem boa energia– caso o animal comece a deitar em alguma parte de nosso corpo de forma insistente, é sinal de que aquele órgão ou membro está doente ou prestes a adoecer, pois o bicho já percebeu a energia ruim no referido órgão e então ele escolhe deitar nesta parte do corpo para limpar a energia ruim que tem ali.
Observe que do mesmo jeito que o gato deita em determinado lugar, ele sai de repente, poi ele sente que já limpou a energia do local e não precisa mais dele.
O amor do gato pelo dono é de desapego, pois enquanto precisa ele está por perto, quando não, ele se a afasta.
No Egito dos faraós, o gato era adorado na figura da deusa Bastet, representada comumente com corpo de mulher e cabeça de gata. Esta bela deusa era o símbolo da luz, do calor e da energia. Era também o símbolo da lua, e acreditava-se que tinha o poder de fertilizar a terra e os homens, curar doenças e conduzir as almas dos mortos.

gato11

Nesta época, os gatos eram considerados guardiões do outro mundo, e eram comuns em muitos amuletos.
“O gato imortal existe, em algum mundo intermediário entre a vida e a morte, observando e esperando, passivo até o momento em que o espírito humano se torna livre. Então, e somente então, ele irá liderar a alma até seu repouso final.”
Fonte: The Mythology Of Cats, Gerald & Loretta Hausman  – Via: Mundo de Gaya

 

estrelas2

7 fatos que provam que você e o cosmos estão intimamente conectados

 

Oque antes pertencia ao domínio da religião e do mito está, cada vez mais, tornando-se consenso na ciência: todas as coisas do Universo estão profundamente relacionadas umas com as outras.

Acredite: conforme os cientistas vão escavando os mistérios da realidade, fica cada vez mais evidente que parece haver uma profunda interdependência entre as coisas. Esta convicção, que já foi muitas vezes trazida à tona pela intuição humana, tem ganhado cada vez mais espaço na comunidade científica.

Existem certos fatos, já familiares à ciência, que podem dar origem a uma espécie de espiritualidade, similar àquela proporcionada pela religião. São descobertas grandiosas que nos recordam que fazemos parte de um grande todo, do qual somos inseparáveis.Elas reforçam a ideia de que a velha distinção homem versus natureza não faz sentido algum.

Separamos sete destes fatos, que têm grande impacto filosófico e podem te fazer olhar de outra forma para a realidade ao seu redor. Confira:

1 – Somos todos poeira das estrelas

A frase, tornada famosa pelo astrônomo Carl Sagan, significa basicamente que todos os elementos que formam os seres humanos, os vegetais, as rochas e tudo o mais que existe no planeta foram formados há bilhões de anos, durante a explosão de estrelas a anos luz de distância daqui. É isso mesmo: elementos pesados como o ferro que corre no nosso sangue, ou o ouro que compõe as nossas jóias, só podem ser sintetizados na natureza em condições extremas de temperatura e pressão – ou seja, quando uma estrela morre e explode violentamente, virando uma supernova. O material formado, então, se espalha pelo espaço interestelar, podendo dar origem a novas estrelas e planetas.

2 – Os átomos do seu corpo já pertenceram a outros seres vivos

A Terra é praticamente um sistema fechado – a matéria que existe aqui não escapa naturalmente para o espaço sideral. Logo, podemos concluir que todos os átomos existentes no planeta estiveram aqui desde o início, e circularam ao longo das eras por incontáveis ciclos químicos e biológicos. Isto quer dizer que os elementos que hoje compõem nossos corpos podem, perfeitamente, ter feito parte de um tiranossauro rex no passado, ou de uma árvore, uma pedra, ou até mesmo de outros seres humanos.

3 – Toda a vida na Terra tem um grau de parentesco

Quando olhamos para a exuberante biosfera que  existe em nosso planeta, é difícil acreditar que, nos primórdios da vida, o único ser se resumia a um organismo unicelular. Ao longo de bilhões de anos de evolução, as espécies foram se diferenciando e se adaptando a diferentes ambientes. Mas, por mais distintas que pareçam, todas têm um grau de parentesco umas com as outras, sem exceção. Todas tiveram um ancestral comum em algum momento.

4 – Quimicamente, animais e plantas se complementam

As árvores são nossas “primas”, e podem ser compreendidas como complexas fábricas naturais que sintetizam o gás carbônico, eliminando o oxigênio. No nosso caso, o processo é reverso – nós respiramos o oxigênio e expelimos gás carbônico. Podemos dizer então que os vegetais e os animais são, evolutivamente falando, perfeitos uns para os outros, e mantém uma relação de interdependência.

5 – Seu corpo é perfeitamente adaptado para viver na Terra

Não apenas o corpo humano, mas todos os seres vivos do planeta, são minuciosamente moldados para sobreviver no ambiente terráqueo. Se vivêssemos em um lugar com maior gravidade, por exemplo, nossos músculos e estrutura óssea teriam de ser bem mais resistentes para aguentar a pressão. O implacável processo de seleção natural se encarrega de escolher as espécies mais aptas à sobrevivência. De certa forma, toda a vida que conhecemos tem a cara da Terra, porque é perfeita para ela.

6 – No nível quântico, não existem objetos sólidos

Quando tocamos em qualquer objeto, sentimos claramente que se trata de algo sólido, palpável. No entanto, a sensação não passa de um engano de nossos sentidos: são apenas as nuvens de elétrons dos átomos de nossa pele interagindo com as nuvens eletrônicas do objeto. O que se pode chamar de sólido é o núcleo dos átomos, mas eles jamais se tocam. Os átomos são compostos quase que inteiramente de vazio.

7 – Partículas subatômicas podem estar conectadas mesmo a milhões de anos luz uma da outra

Não importa que uma das partículas esteja na Via Láctea e a outra na vizinha Andrômeda – se houver entre elas o chamado entrelaçamento quântico, uma é parte indissociável da outra. Elas se influenciam instantaneamente, superando até mesmo a velocidade da luz. Isto é possível pois o princípio sugere que a matéria universal esteja interligada por uma rede de “forças”, sobre a qual pouco conhecemos, que transcende até mesmo nossa concepção de tempo e espaço.